sexta-feira, 23 de outubro de 2009

1a. Parte da pregação "O poder de filho de Deus"

Abra a sua Bíblia no Evangelho segundo escreveu o Evangelista João no seu capítulo primeiro, no versículo 12 que diz: "Mas, a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber aos que creem no seu Nome."
Nós vamos falar sobre o tema "O poder de filho de Deus".
Todos fomos criados à Imagem e Semelhança de Deus; o pecado, porém, desfigura a Imagem do Pai, nos separa d'Ele e o que era semelhança torna-se diferença; em princípio somos todos criaturas de Deus e não filhos. Em Gênesis capítulo primeiro, no versículo 27 está escrito da seguinte maneira: "Criou Deus, pois, o homem à sua Imagem, à Imagem de Deus o criou, homem e mulher os criou." Amados, muitas vezes é um pouco complicado para as pessoas admitirem que não são filhos de Deus, é um pouco difícil as pessoas admitirem que não têm a filiação em Cristo de Deus. Deus criou Adão e Eva para que fossem seus filhos, mas, com o advento do pecado a humanidade precisava que o verdadeiro Filho, Jesus, conquistasse o direito parar a adoção. em princípio nós apenas somos criaturas de Deus e não filhos; na realidade o plano de Deus foi que nós fôssemos filhos. A Bíblia diz que as coisas forma criadas pelo poder da Palavra, tudo que existe, exceto o homem e a mulher. Adão e Eva forma criados diretamente pelas Mãos de Deus, poruq equeria que a humanidade, toda ela verdadeiramente viesse a ser filhos e filhas de Deus. Mas, infelizmente com o advento do pecado a humanidade perdeu o direito de ser filho de Deus através da criação direta de Adão e Eva. Marcos no seu capítulo 16, no versículo 15 diz: "Pregai o Evangelho a toda criatura..." Na realidade, amados, em princípio, todos nós somos apenas criaturas de Deus; é necessário, porém, que admitamos que o nosso estado enquanto não recebemos a adoção de filhos, somos apenas pura e simplesmente criaturas de Deus. É difícil para alguém admitir: "Nossa! Eu não sou filho de Deus?" Mas, existe todo um trâmite legal, bíblico, para que alguém venha a se tornar verdadeiramente filho de Deus; não é algo natural, nasceu já é filho de Deus, nasceu já é filha de Deus; não isso não é natural. Romanos capítulo 8, nos versiculos 20e21 dizem: " Pois, a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente mas, por causa da quele que a sujeitou na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção para a liberdade da glória dos filhos de Deus." Então há diferença entre as criaturas, entre a criação e entre filho e filha de Deus; enquanto o homem não aceita a adoção de filho de Deus é apenas criatura Sua e não filho. - continua na 2a. parte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário